Não deu

terça-feira, 10 de março de 2009

Proust que me desculpe mas não consegui me concentrar na leitura do primeiro volume de Em Busca do Tempo Perdido. Os parágrafos excessivamente reflexivos não foram capazes de segurar minha atenção. Provavelmente é um problema meu, que vivo com a cabeça cheia de pensamentos diversos, ou talvez, como comentei com o Ronnie, este seja um livro para ser lido com mais idade. Assim sendo, fecho o livro por enquanto, com a promessa de tentar de novo daqui a alguns anos.

E já que o problema é achar algo que segure minha atenção, retorno ao Stephen King. Dessa vez será Depois da Meia-Noite, uma reunião de quatro histórias do mestre do terror (mas não apenas do terror).

Comments

One response to “Não deu”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

De Kelby disse...

A culpa não é sua amigo, é dos tempos corridos, se é que me entende. Esse é um ciclo de romances para se ler numa espécie de aposentadoria, deitado numa rede, em tardes de verão de uma casa de praia. Me imagino lendo eles assim!

18:41