Surfando

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Algumas leituras aleatórias:

- Felipe atrasou um pouco porque esqueceu o boné em casa. Bella roba. Mandaram buscar o boné, e tudo bem. Que diferença faz começar uma entrevista 10 ou 15 minutos depois? O engraçado é que agora há pouco aqui no autódromo uma jornalista veio me perguntar, muito séria, por que ele tinha atrasado. Expliquei que estava faltando o boné. Ela ficou sinceramente chocada: “Como a Ferrari não tinha um ‘back up’ do boné?”, me perguntou. Quase mandei-a à merda, back up de boné é foda. Diplomático, disse a ela em bom inglês que foda-se o boné, qual o problema de a Ferrari não ter um back up do boné? (Interlagos em pingos (12), do Flávio Gomes).

- Alguns colegas gringos com quem conversei quinta-feira em Interlagos acham que Rubens já deveria ter feito o mesmo que Coulthard, quando percebeu que não teria lugar em 2009: anunciar a aposentadoria e sair de forma planejada e simpática. E não mendigar um lugar a qualquer custo, chegando ao final da temporada agonizando em praça pública. É algo que está fazendo muito mal a sua imagem, que já não é das melhores. (Interlagos em pingos (19), também do Flávio Gomes).

- Enfim chegamos ao ápice da estupidez animal, ao limite da burrice, ao apogeu da desgraça, ao topo da palermice videogamística. É incrível como basta dar poderes a um idiota para ele mostre toda a sua capacidade de fazer cagadas atrás de cagadas. cada vez maiores e cada vez piores. O que mostrarei no post de hoje é uma crônica de como colocar o cara errado pode por a perder todo o trabalho e reputação de uma empresa renomada, além das consequências devastadoras que isso pode ter. Nenhuma das outras idéias idiotas chega aos pés, ou melhor patas, dessa. Preparem o saco de vômito, o Plasil, uns calmantes e tirem as crianças da sala. Realmente chegaremos ao ponto mais baixo da história da civilização humana. (Especial Bad Trip 10 idéias idiotas: O presidente idiota e a destruição do mercado - parte final, post sensacional sobre a maior cagada da história dos videogames, do Loading Time).

- Começa a história. Estando há algum tempo deprimido (por motivos desconhecidos, mas tenho minhas "teorias", que exporei na próxima seção :D), o narrador volta para casa. Neste dia específico, ele (ou ela) tem um descontrole emocional e desconta a raiva e frustração em algumas flores no canteiro do quintal, antes de entrar em casa. Chegando em seu quarto, idéias perturbadoras surgem em sua mente. Sozinho em casa, deprimido e angustiado com a decisão que deverá tomar, o narrador se fita fixamente no espelho, com o olhar vago e pesado. É daí que começa a narração: "Olhei até ficar cansado / De ver os meus olhos no espelho." (Imperdível a explicação fodaça que o Rafael dá para o conteúdo da música Flores, dos Titãs).

- E o caso é que graças ao Orkut vivemos tempos em que quase todo internauta brasileiro possui uma página pessoal: seu perfil na rede social do Google. Basta entrar em uma lan house ou ver os terminais de computador num McDonald's da vida para constatar que há sempre um ou mais computadores cujos monitores exibem a tela do Orkut. Trata-se da verdadeira democratização da rede, para o bem e para o mal. Não à toa, a cada novo fato que chama a atenção da imprensa, o Orkut é utilizado como fonte para que fotos e informações sobre anônimos repentinamente catapultados para as manchetes dos jornais, como no caso do seqüestro em Santo André, sejam posteriormente utilizados mídia afora. (O sempre preciso Alexandre Inagaki, em Pílulas).

Lembrancinha

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Meu carro (o escort-perua de capô levantado em frente ao orelhão) parado na oficina, na localidade de Serrinha, durante minhas horas de desespero na BR-101:

Enguiçado na BR-101 IV - Na oficina

iPhone

domingo, 26 de outubro de 2008

2008 está sendo o ano da tecnologia: depois de comprar o notebook, agora comprei um iPhone (viva o endividamento!).

Estou tão envolvido em arranjar programas prá ele, que nem consigo pensar em algo rá postar aqui. Mas logo volto à programação normal (?!?).

Pamuk e Istambul

sábado, 25 de outubro de 2008

Entrevista concedida pelo Prêmio Nobel de Literatura de 2006, o turco Orhan Pamuk, ao Espaço Aberto, da Globonews:

1ª parte:



2ª parte:



Aliás, ainda não li nada dele. É uma lacuna que preciso preencher.

Benevolentes

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Já postei no Twitter mas vou mencionar aqui também: acabo de terminar uma leitura de 900 páginas. Quando termino uma leitura assim, antes de pensar sobre o livro em si, primeiro fico com uma sensação de alívio, de tirar um enorme peso das costas.

Um pouco depois vem as idéias sobre o que foi lido: As Benevolentes foi um livro cru, denso, violento. Um relato fortíssimo de um dos períodos mais vergonhosos da história da humanidade, o nazismo e sua solução final. Tudo isso visto sob o ponto de vista de um oficial alemão, que passou por vários postos administrativos, inclusive supervisionando o funcionamento (descrito sem meias-palavras) dos campos de concentração, mas também esteve no front.

A opção de escrevê-lo na forma de livro de memórias desse oficial, Maximilian Aue - incluindo nesse relato toda a relação controvérsa com sua mãe e sua irmão gêmea, além de seus delírios -, trouxe muita força ao livro, deixou-o muito real. E muito assustador.

Não se trata de uma leitura fácil, nem de um tema ameno, mas quem quiser empreender essa viagem vai saber bem mais sobre o que aconteceu durante esse período que, creio, não deve ser esquecido, mas lembrado para que saibamos os caminhos que não devemos percorrer.

Bagunceiros

"Tem um pente lá na cozinha". Essa frase, que acabo de ouvir, pronunciada pela Frau Mulatinho, sintetiza bem o que é a organização aqui no Lar Mulatinho.

Sempre fui desorganizado. Bagunçado até. Mas sabe como é, não?, as pessoas sempre dizem "meninos são assim mesmo, um dia ele casará com uma mulher que dará jeito nisso". Bem, meus caros, minha mulher não deu jeito nisso. Somos ambos pessoas que não se abaixam para pegar algo que acaba de cair, só pegaremos quando efetivamente precisarmos da tal coisa - o que, é bom frisar, pode nunca acontecer, dada a quantidade de coisa inútil que temos aqui.

Mas se você, caro leitor, acha que escrevo isso como uma reclamação à minha digníssima amante, estás enganado. Não tenho dúvidas de que a arrumação é algo útil, mas creio que esse nosso jeito bagunceiro de ser é bem legal, espontâneo, utilizamos nosso tempo livre para coisas bem mais emocionantes que organizar papéis, objetos, roupas e afins.

Viva a bagunça!

Segundona

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Meu time vai mal. Muito mal. Começo a me acostumar à idéia de disputar a segunda divisão no ano que vem. Sei que esse não é o lugar a que pertencemos, mas vejo como um recomeço, o primeiro ano completo da nova diretoria, um patrocinador de verdade, um time montado sem os vícios da dinastia Eurico. Enfim, um ano para limpar a casa e daí em diante voltarmos a ocupar o posto que nos pertence, o de um dos gigantes do futebol brasileiro.

Volte!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Um poquinho de Beatles (Get Back) para dar uma animada nessa tarde cinzenta:



(via Trabalho Sujo)

Novos títulos na biblioteca

Depois de um bom tempo sem comprar livros, chegaram hoje 4 novos títulos para minha biblioteca particular (te cuida, José Mindlin). São eles:

- O Encontro, de Anne Enright. Vencedor do Booker Prize do ano passado, dá prosseguimento à minha tradiçãozinha de sempre que possível ler os ganhadores desse prêmio (no último ano li os vencedores de 2005 e 2006, respectivamente O Mar, de John Banville e O Legado da Perda, de Kiran Desai).

- O Jogo do Anjo, de Carlos Ruiz Zafón. Trata-se do mesmo autor do soberbo A Sombra do Vento, que também li no ano passado.

- O Avesso da Vida e Fantasma Sai de Cena, de Philip Roth, um dos maiores escritores vivos. O primeiro é antigo (1986), o outro é bem recente. Ambos contam com a presença de Nathan Zuckerman, mais conhecido alter-ego do autor.

GP da China - Ao Vivo IV

domingo, 19 de outubro de 2008

Dessa vez Hamilton não cometeu erros, e a vitória foi dele. Massa, que foi o segundo, vai para o Brasil lutando por uma dobradinha e torcendo por muitos problemas no carro do britânico.

Então daqui a duas semanas voltamos a falar sobre Fórmula-1.

GP da China - Ao Vivo III

A Ferrari vai articulando a troca de posições entre seus pilotos: Raikkonen vai tirando levemente o pé enquanto Massa aperta o ritmo. Por que será que Felipe não conseguiu andar sequer no mesmo ritmo que seu companheiro de equipe? Dessa forma, Hamilton abrirá 7 pontos de vantagem sobre Massa para a última corrida da temporada, no Brasil.

GP da China - Ao Vivo II

Kovalainen teve furado seu pneu dianteiro direito. Galvão se anima, pensando num possível excesso de desgaste por parte dos McLaren, mas Burti acaba com o barato, mostrando que os sulcos do pneu continuam em bom estado. O problema é outro.

GP da China - Ao Vivo

Eu desisto. Se na semana passada o problema foi o horário errado que estava no único site que consultei para me informar a respeito, dessa vez procurei várias fontes de informação, mas meu querido celular me fez a gentileza de não alterar automaticamente seu horário para o horário de verão. Uma bosta!

Bem, então nesse momento temos quase 1 hora de corrida e Hamilton lidera, com Raikkonen em segundo e Massa em terceiro. O campeonato vai escorrendo pelos dedos do brasileiro.

O circo chegou na cidade

sábado, 18 de outubro de 2008

Há um circo na cidade, mas não estou falando da guerra entre Rosinha Garotinho e Arnaldo Vianna pela prefeitura; refiro-me ao Circo Di Napoli. Acabamos de chegar de lá depois de, protegidos de uma chuva torrencial pela lona levemente furada, termos pela primeira vez levado os meninos para uma atração desse tipo.

Não se trata de um circo desses gigantescos, com leão, elefante dançarino, globo da morte, mas tem umas atrações legais, como uma contorcionista hardcore (chega a equilibrar o corpo apenas com os dentes) e uma equilibrista excelente. Enquanto João Roberto ficou quietinho no meu colo durante toda a primeira parte, Marco Antônio quase não olhava para o palco, entretido com outras coisas como a cadeira, o chão, a luz, o barulho etc. Depois de uns 40 minutos, houve uma parada estratégica para vender bugigangas, e eu, forçado pelo choro dos infantes, tive que comprar uma mangueirinha cheia de luzes para cada um. Na segunda parte ambos estavam mais interessados em olhar suas luzes do que o palco, mas ainda assim João conseguiu prestar atenção nos palhaços e quando eles saíam, ele sempre perguntava "cadê o palhaço?".

Agora, enquanto digito, todos dormem, preparando-se para as aventuras de amanhã.

Brasil x Colômbia - Ao Vivo VI

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

"O time quis ganhar, mas não teve competência prá isso". Essa frase do Falcão resume bem a atuação do Brasil. Não dá prá acusá-los de salto alto, falta de vontade, nada assim. O que deixa as coisas um pouco piores, porque fica a impressão que esse é o máximo de futebol que vamos conseguir apresentar.

Vamos à Copa sem problemas, mas do jeito que estão as coisas não vai dar prá passar das quartas-de-final de novo. É claro que ainda há tempo para que as coisas melhorem, mas será que conseguiremos alcançar essa melhora com o Dunga no comando?

Brasil x Colômbia - Ao Vivo V

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

O 0 a 0 se arrasta e o pior é que não há uma solução fácil prá isso. Quero dizer: o Kaká e Robinho já estão em campo, o Ronaldinho Gaúcho não está, mas nunca foi grande usando a amarelinha. Acho que o Calazans está certo, vivemos uma entressafra de talentos.

Brasil x Colômbia - Ao Vivo IV

O primeiro tempo começou mal para o Brasil, mas no final até deu prá dar uma recuperada com algumas ações interessantes. Mas falta o gol, e esse, ao contrário do que pensam alguns técnicos de futebol, não é um detalhe.

De qualquer forma, creio que ele virá no segundo tempo.

(P.S.: acabo de reparar que para o Blogger, assim como para o Windows, já estamos no horário de verão; portanto, não se espante com o horario desse post)

Enquanto isso...

Pedro Doria está acompanhando ao vivo o debate entre Barack Obama e John McCain, candidatos à presidência dos Estados Unidos.

Aliás, você já votou em seu candidato preferido nas eleições americanas? Não? Então vote aqui.

Brasil x Colômbia - Ao Vivo III

22 minutos. Colômbia ameaçando bem mais que o Brasil. Creio que essa postura ofensiva deles surpreendeu os brasileiros. Vamos ver se nossos jogadores conseguem se adaptar a essa situação.

Brasil x Colômbia - Ao Vivo II

Felipe Massa está com prestígio. O jogo está sendo narrado por Cléber Machado pois, creio eu, Galvão Bueno deve estar em regime de concentração em Xangai, onde será realizado neste fim-de-semana o penúltimo GP de Fórmula-1 da temporada.

Brasil x Colômbia - Ao Vivo

Bem amigos de o roto falando do esfarrapado. Falamos com imagens ao vivo do estádio do Maracanã onde acompanharemos (se o sono permitir) em todas as suas emoções mais um capítulo dessas intermináveis eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010: Brasil x Colômbia, na abertura do returno da competição.

A novidade da escalação do escrete canarinho em relação ao time que iniciou a partida do domingo contra a Venezuela é a entrada de Jô no lugar do suspenso Adriano. Aliás, toda vez que o Vágner Love era convocado para a seleção surgia a dúvida: por que ele e não o Jô, já que esse rapaz costumeiramente deixava o artilheiro do amor no banco do CSKA Moscou? Além disso, quando os tailandeses que compraram o Manchester City no ano passado resolveram contratar um homem de área, o lembrado foi ele, Jô, e não o Love. Sendo assim, pode-se afirmar que todo o mundo do futebol já chegou à conclusão que o ex-corintiano é melhor que o ex-palmeirense. Só faltava o Dunga descobrir isso; aparentemente, descobriu.

Mostrando a cria

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Um videozinho de meu caçula João Roberto Mulatinho:

Delicioso ócio

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Primeiro dia oficial das férias. Completamente à toa em casa, lendo As Benevolentes, vendo filmes (hoje foi a vez de Um Crime de Mestre, um suspense até bacana, porém descartável), jogando Mario Galaxy (faltam apenas 6 estrelas para eu alcançar as 120 do jogo), surfando aqui na web.

É isso aí, vou ganhar na mega-sena para que todos os meus dias sejam assim (na verdade, nem precisam ser assim, basta que não haja clientes para atender).

GP do Japão - Ao Vivo III

domingo, 12 de outubro de 2008

Alonso venceu, com Kubica em 2º e Raikkonen em 3º. Massa conquistou 1 pontinho e agora está a 6 pontos de Hamilton, faltando 2 corridas. Não deixou de ser um bom resultado, já que Lewis largou na pole, e parecia que iria abrir uma diistância de pontos ainda maior.

GP do Japão - Ao Vivo II

Massa vem fazendo uma volta mais rápida atrás da outra. Fez uma bela ultrapassagem em Heidfeld e acelera enlouquecidamente tentando alcançar Webber, que neste momento é o 8º. Hamilton está bem atrás, em 12º.

Alonso tem tudo prá conquistar sua 2ª vitória consecutiva (que raios terá acontecido?). Nelsinho vem em 4º, conquistando enfim, depois de várias corridas, um bom resultado.

GP do Japão - Ao Vivo

Sacanagem. Li aqui que a corrida começaria às 2 e meia da manhã e acordei contando com isso. Só que liguei a TV e a corrida já passou da metade, com Massa em 9º e Hamilton em 13º neste momento (o que terá acontecido?).

Lá vem o GP do Japão

sábado, 11 de outubro de 2008

Hamilton larga na pole e Massa é apenas o quinto. Será que depois da odisséia automobilística de hoje conseguirei estar acordado durante o GP do Japão? Bem, tentarei.

Odisséia na estrada

No post anterior falei sobre uma viagem que faríamos, a patroa e eu, hoje para o Rio de Janeiro. Bem, as coisas saíram um pouco erradas.

Na verdade, até que tudo estava seguindo o script, mas eis que após pouco mais de uma hora na escura BR-101 o carro apresenta superaquecimento no motor. Somos forçados a parar e chamar o socorro da rodovia. Ele nos deixou em uma oficina perto do ponto onde paramos por volta de 7 e meia da manhã. Daí em diante foram mais de 7 horas parado no mesmo lugar, uma vez que o problema do carro é bem sério. Depois de muito esperar a carona no caminhão de um familiar, acabamos chamando um reboque que custou R$ 180,00 e retornamos a Campos dos Goytacazes.

O carro está em uma oficina daqui, que diz que só conseguirá entregá-lo na terça-feira a tarde. Ou seja, minhas férias estão começando de uma forma pavorosa.

Greve e férias

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Estou em greve e a partir de segunda-feira estarei de férias. Portanto, estes são tempos de ficar à toa, lendo, vendo uma seriezinha ou um filmezinho.

Mas minha paz será um pouco perturbada porque por volta de 3 da madrugada de hoje para amanhã sentarei ao volante do carro e encararei (ao lado da patroa - as crianças ficarão com a avó) 4 horas de viagem até o Rio de Janeiro - mais precisamente, a Urca, onde a sra. Mulatinho tem um evento de sua faculdade à distância (bota distância nisso). Voltaremos de lá amanhã mesmo, depois das 5 da tarde.