Greve, gigas, Bunker e Litell

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Estou em greve. E não falo metaforicamente - os bancários estamos em greve. Sendo assim, fiquei o dia todo em casa, arrumando os computadores, abrindo espaço neles, gravando um monte de coisas em DVDs para economizar gigabytes, apagando outros tantos gigas de porcarias.

A autobiografia do Edward Bunker foi maravilhosa, uns pequenos probleminhas de cronologia aqui e ali, mas a história do cara realmente deveria ser conhecida por todo mundo. Todos deveriam saber que a perseverança pode fazer boas coisas (não no sentido "O Segredo" da coisa, mas aliada a muito trabalho duro).

Estou lendo agora um livrinho de meras 900 páginas: As Benevolentes, de Jonathan Littell. Uma espécie de autobiografia de um carrasco da Alemanha nazista, escrita nos dias atuais.

Comments

No response to “Greve, gigas, Bunker e Litell”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)