Schmidt e Bandini

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Sobre Schmidt ficou para trás. Não achei ruim como o resenhista do iGLer fez crer que seria, mas o fato é que realmente pouca coisa acontece. Ainda assim é escrito de forma interessante, com a decisão do autor de privilegiar a parte psicológica de seus personagens em detrimento de descrições físicas.

Agora vou fazer algo que há anos não faço: uma releitura. Pergunte ao Pó, de John Fante, é um de meus livros favoritos. Dessa vez não vou lê-lo na reedição da José Olympio, mas na primeira versão em que foi lançado no país pela Editora Brasiliense, com a tradução do Paulo Leminski.

Comments

No response to “Schmidt e Bandini”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)