Preguiça

segunda-feira, 14 de julho de 2008

No começo do ano comecei a manter um caderninho de anotações, onde eu escrevia lembretes e pequeninos textos sobre mim mesmo, quase sempre durante minhas leituras no horário de almoço no banco. De uns meses prá cá - mais precisamente desde que comprei este notebook no qual teclo neste momento - deixei-o completamente de lado, mas hoje ocorreu-me deixar uns lembretes nele (tenho que ver Blade Runner, acessar o Dharmanet), e ao fazê-lo dei uma olhada em quando tinha sido minha última anotação lá: em 8 de abril de 2008 eu estava planejando todo o material que ia arranjar para estudar para o concurso do TRT-RJ, uma vez que dessa vez a coisa ia dar certo, eu ia me disciplinar e estudar como um condenado, nada/ninguém ia me segurar.

Bem, deu no que deu. Mais uma vez minha disciplina suprema não durou nem uma semana e gastei cerca de R$ 200,00 (entre inscrições - minha e da Arlene -, apostila virtual da Folha Dirigida, apostila física, DVDs com vídeos e matérias comentadas) a troco de nada. Nem fui fazer a prova.

Às vezes tento consolar-me com justificativas ideológicas, tipo Essas leis para nada servem, são apenas palavras bonitas ou Prefiro estudar coisas práticas a ficar com o nariz enfiado em toda essa teoria, mas a verdade é que provavelmente não passo de um gordo preguiçoso.

Comments

One response to “Preguiça”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Borges disse...

Eu me sinto assim também, amigo.

21:42