Os melhores de 2007

sábado, 26 de janeiro de 2008

Sou um cara muito esquecido, se não houvesse outros bons motivos para manter este blog funcionando, esse seria um excelente: consultá-lo para lembrar das coisas. Por que estou dizendo isso? Bem, como todos sabem perdi todos os dados do meu PC, e entre esses dados estava a lista dos 70 livros que li no ano passado (sim, eu anotava o título e a data do término das leituras, a medida em que as concluía); sendo assim, tenho que consultar os alfarrábios aqui do blog para lembrar que livros li, só que postei muito pouco no primeiro semestre do ano passado, o que vai prejudicar minha eleição dos melhores de 2007 (uma vez que não me lembro de todos os livros que li). Vou checar as estantes para tentar lembrar dos lidos no começo do ano...

Tudo checado, não consegui eleger apenas 10. Portanto vai aí a lista dos 12 melhores, sem ordem de preferência (apenas alfabética):

- O cemitério, de Stephen King. Sombrio, muito sombrio, mas não é um livro de sustos fáceis, é um livro sobre a morte e de como ela devasta as pessoas que ficam. Um livro sobre aceitar e não aceitar a morte.

- A estrada, de Cormac McCarthy. Um livro estupendo, sobre paternidade, fim do mundo e sobrevivência.

- Harry Potter e as relíquias da morte, de J. K. Rowling. 7ª e última aventura do bruxo. Quando comecei a ler o 1º livro, seu nome era quase desconhecido aqui no país, e eu já fiquei viciado. Um digno adeus a esse companheiro de vários anos.

- Mãos de cavalo, de Daniel Galera. Bela história sobre adolescência e crescimento.

- O mar, de John Banville. Mais um ótimo livro sobre morte. Esse foca mais na contenção do sofrimento de alguém que perdeu um ente querido.

- Onde os velhos não têm vez, de Cormac McCarthy. Reflexões sobre a vida, a morte, o envelhecimento, o dever, o casamento. McCarthy é um mestre.

- Na praia, de Ian McEwan. McEwan é outro mestre. Essa pequena novela é capaz de despertar tantos sentimentos em quem a lê que fica difícil esquecer esse livro sobre casar-se virgem antes da liberação sexual.

- Sobre meninos e lobos, de Dennis Lehane. Nas mãos de Clint Eastwood virou um filmaço, mas não se enganem, Eastwood não teve muito trabalho porque trata-se de um livraço, sobre crime, castigo, vergonha, amor.

- A sombra do vento, de Carlos Ruiz Zafón. Livros sobre literatura costumam me agradar, mas esse é estupendo, ninguém que seja apaixonado por livros deve deixar de lê-lo.

- O sr. Pip, de Lloyd Jones. Último livro que li em 2007, e posso dizer que fechei o ano com chave de ouro. Mais um livro que mostra como a literatura pode mudar a vida das pessoas, fazendo-as viver outras vidas.

- A torre negra - Volume 7: A torre negra, de Stephen King. Outra saga que se encerra após 7 livros, mas ao contrário do Harry Potter esta demorou algumas décadas para se completar e eu li em apenas 2 anos. Roland, após dolorosos sacrifício enfim atinge a Torre Negra. Pode-se discordar do final, mas não dá prá negar o alto nível da saga.

- Vidas secas, de Graciliano Ramos. Um clássico da literatura brasileira que eu ainda não conhecia. Memorável texto, memorável história.

Comments

No response to “Os melhores de 2007”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)