A vida ainda pode ser boa

domingo, 5 de fevereiro de 2006

Sim, como disse no título aí em cima, a vida ainda pode ser boa. Estou aqui teclando e ao mesmo tempo ouvindo o DVD Los Hermanos no Cine Íris nos fones de ouvido. Minha vida tem estado bem complicada ultimamente. Tá, eu sei que você vai dizer que eu não tenho nada do que reclamar, afinal tenho esposa, filhos e um relativamente bom salário. Mas é o que me leva a ganhar este salário que tem me destruído. É uma função muito desgastante, ser o principal responsável pelo contato da agência com os clientes (não com os - digamos assim - grandes clientes, mas com a clientela da parte social, do FGTS, PIS, INSS e outras siglas) e ainda ter que agüentar a cobrança da chefia a respeito das minhas 857 atribuições. Estou prestes a desistir, passar a ganhar menos da metade mas tentar arranjar algo que não inclua atendimento ao público.

Mas, lembre-se, a vida ainda pode ser boa, sempre pode. Acho que nunca mencionei isso por aqui mas o fato é que sou fissurado em Los Hermanos. Tenho 3 discos (não tenho o primeiro, mas as músicas dele que realmente importam - é claro que não há lugar nesse clube para Anna julia - eu tenho em MP3). São canções muito boas, que trazem alegria e pensamentos os mais diversos. Marcelo Camelo (a letra logo abaixo é uma de suas melhores) é um grande compositor (gravado até pela nova queridinha da MPB Maria Rita Mariano), mas tendo a gostar mais da confusão de sentimentos das canções do Rodrigo Amarante. É música para que gosta de rock, mas também de outros estilos, digamos, mais calmos. Perdoem a repetição, mas é música para que gosta de música.

CONVERSA DE BOTAS BATIDAS
(Marcelo Camelo)

- Veja você onde é que o barco foi desaguar
- a gente só queria o amor...
- Deus às vezes parece se esquecer
- ai, não fala isso, por favor
Esse é só o começo do fim da nossa vida
Deixa chegar o sonho, prepara uma avenida
que a gente vai passar
- Veja você, quando é que tudo foi desabar
A gente corre pra se esconder...
- E se amar, se amar até o fim
- sem saber que o fim já vai chegar
Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga
Já não vejo motivos pra um amor de tantas rugas
não ter o seu lugar

Abre a janela agora, deixa que o sol te veja
É só lembrar que o amor é tão maior
que estamos sós no céu
Abre as cortinas pra mim
que eu não me escondo de ninguém
O amor já desvendou nosso lugar
e agora esta de bem

Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga
Já não vejo motivos pra um amor de tantas rugas
não ter o seu lugar

Diz quem é maior que o amor?
Me abraça forte agora, que é chegada a nossa hora
Vem, vamos além. Vão dizer
que a vida é passageira
Sem notar que a nossa estrela
vai cair

Comments

No response to “A vida ainda pode ser boa”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)