Agorafobia

quarta-feira, 2 de novembro de 2005

Hoje é feriado e estou em casa lendo o livro do Bob Dylan. Chove bastante lá fora. Às vezes me pergunto se são melhores os dias chuvosos ou os ensolarados. Tenho preferência, confesso, pelos chuvosos. Sempre tive tendência a ser caseiro, nunca gostei de sair à noite e me embebedar por aí. Desde que me tornei, digamos, provedor de mim mesmo esta tendência se transformou em um padrão quase imutável. Formei aqui em casa o que posso chamar de centro de entretenimento, com este computador maneiro, com Sky+, com minhas centenas de livros (que, admito, não são necessariamente entretenimento, dependendo da leitura). E quando chove, como hoje, não há a menor necessidade de sair à rua, só mesmo para comprar o pão fresco de manhã (apesar de que, creio que teria sido melhor se tivesse comprado ontem à noite ao sair do banco), o que me torna uma espécie de urso velho hibernando na caverna. Minhas férias estão chegando e se eu não fizer um esforcinho pode ser que eu fique os 30 dias aqui dentro de casa (mas é claro que isso não vai acontecer, porque apesar dessa minha forte tendência, há a minha família carioca para visitar, e eles são mais importantes que minhas esquisitices). Que delícia passar o dia em casa com minha mulher, meus filhos (Marco Antônio com 9 meses, e o fetinho com 4 meses dentro da barriga) e meus gatos.

Comments

No response to “Agorafobia”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)