A grevinha acabou-se

quarta-feira, 12 de outubro de 2005

Sim, o título não deixa dúvidas. A greve acabou. Desde ontem, quando abrimos o banco ao meio-dia e atendemos uma pequena quantidade de pessoas. É claro que as milhões de pessoas de meus temores comparecerão amanhã, já que a greve acabou à surdina, com uma assembléia convocada na última hora para as 8 e meia da manhã (quando a assembléia do dia anterior havia decidido que qualquer que fosse a proposta dos banqueiros, a próxima assembléia seria na noite de ontem e, se fosse o caso, voltaríamos a trabalhar amanhã) e a maioria das pessoas não sabia. Mas agora a imprensa inteira já anunciou e a paz vai acabar.

6% de reajuste salarial, além de outros benefícios foi o que conseguimos. Recordemos que nossa exigência inicial era de 11%, contra uma oferta de 4% por parte dos banqueiros. Mas aí eles jogaram um ossinho e nós estamos aqui roendo-o. Fico com a sensação de que se a oferta inicial deles fosse de 2% e depois aumentassem para 4%, aceitaríamos da mesma forma como aceitamos esses 6%. Votei contra, mas infelizmente a grande maioria votou a favor de aceitarmos a proposta, talvez querendo que a greve acabasse logo, afinal de contas greves não são férias. Mas o que deveria estar em suas mentes é que a greve é a única forma de pressionarmos por melhorias. Bem, paciência! Amanhã o bicho vai pegar.

Comments

No response to “A grevinha acabou-se”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)