Paralisado

quarta-feira, 28 de setembro de 2005

Estamos, nós bancários, em paralisação de 24 horas em protesto contra a ridícula proposta de reajuste salarial que nos foi apresentada pelos banqueiros.

Assim sendo, estou em casa, quietinho, tentando pensar um pouco, ler um pouco, escrever um pouco. Já fiz umas comprinhas, resolvi uns probleminhas da casa, e assisti ao documentário Roger e eu, do Michael Moore (gostei pouco).

A assembléia que decidiu pela paralisação no sindicato ontem foi a maior que já acompanhei aqui na cidade (durou quase 1 hora e meia). Os sindicalistas "profissionais" recomendavam quase todos que se votasse a favor da paralisação, mas alguns membros preferiam pedir calma e aguardar até a reunião com os banqueiros no dia 3. Muitos bancários pediram a palavra e expuseram seus argumentos pró e contra. Foi dito que os banqueiros não se incomodam com paralisções como essa por causa dos equipamentos de auto-atendimento, que na maior parte das vezes os clientes não precisam que o banco esteja funcionando fisicamente, digamos assim (é claro que isso vale pouco para a Caixa, já que lá temos o público dos programas sociais, que na maioria das vezes precisa que o banco esteja aberto e com todos os seus funcionários lá dentro). Eu, como sempre, despolitizado que sou, segui a corrente e votei a favor da paralisação. A vitória ocorreu por 11 votos de diferença.

É claro que já estou bastante preocupado com o dia de amanhã, já que hoje seria - SERENITY NOW! - dia de PIS.

Comments

No response to “Paralisado”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)