domingo, 29 de maio de 2005

Carta ao leitor

Sim, leitor. Sei que tenho sido relapso, não tenho levado em conta seu desejo de ler coisas novas, sendo assim eis-me aqui para traças algumas novas linhas.

Lembra-se do meu post O homem indestrutível? É claro que há de lembrar, uma vez que foi a última vez em que postei palavras inéditas (depois, foram apenas três imagens). Pois bem, nesta semana que terminou tive mais uma amostra de que eu estava perigosamente correto, ou seja, não sou mais o homem indestrutível de outrora. Na quarta-feira amanheci com fortes dores nos ombros e nas costas, além de uma certa dificuldade para respirar. Resolvi, contrariando fortes resistências internas, não ir trabalhar. Dei uma melhorada e no final do dia fui à Casa&Vídeo comprar um novo travesseiro (seria meu problema culpa deste nosso companheiro noturno?). No dia seguinte, feriado, acordei ainda pior; o travesseiro novo, apesar de muito caro, era horrível. Percebi, assim, que meu problema nada tinha a ver com o velho travesseiro. Contrariando tudo o que é certo, não fui a médico nenhum e no dia seguinte, apesar de ainda não estar em minhas melhores condições, retornei ao batente. E assim empurrei com a barriga mais um problema de saúde.

Mas sei que esta viagem ao meu umbigo não deve estar agradando ninguém. Sendo assim, falemos de outras coisas. Creio que o que manteve meus dedos longe destas teclas pretas foi uma certa depressão. Parei de ler, e sempre que não leio meu desejo de escrever diminui. Também conspirou para isso a aquisição de um aparelhinho que mudou minha rotina aqui em casa: o Sky+, um equipamento que permite selecionar o melhor da Sky e gravá-lo, para assistir em momentos mais oportunos (sei que você dirá "mas isso já existe há mais de 15 anos, chama-se vídeo-cassete", mas creia-me, é algo bem diferente, e muito melhor). Agora não há mais momentos em que não há programas bons a se assistir, gravo muitas coisas e passo um longo tempo assistindo.

Céus, aqui estou eu novamente falando do meu umbigo! Você, leitor, você, leitora, já deve estar exclamando "esperei tanto para isso!". Mas, amigos, não tenho como colocar de outra forma, um blog nada mais é além de uma egotrip. Mas não tema, vou tentar escrever mais freqüentemente e, quem sabe, colocar um pouco de ficção por aqui.

Grato pela sua leitura e ponho-me a disposição para responder seus comentários e questionamentos através do link abaixo.