domingo, 9 de março de 2003

O circo está de volta (2)

Cochilei em vários momentos (por causa do sono, não por causa do que estava na TV), mas posso dizer que foi uma boa corrida. O começo foi uma loucura, cheio de ultrapassagens, geradas por causa das estratégias totalmente diferentes em relação ao combustível. Rubinho errou e bateu logo na 6ª volta (Antônio Pizzonia e Cristiano da Matta também abandonaram).

Tenho poucas lembranças da parte intermediária da corida, mas sei que foi emocionante, com Raikkonen assumindo a ponta, mostrando que foi ótima a estratégia de sair lotado de combustível (apesar de ter ficado mal colocado no grid, vejam só como o treino de sábado adquiriu uma importância ainda maior). Mas ele foi punido por acelerar demais nos boxes e Montoya assumiu a ponta. No momento em que fiquei mais lúcido, o colombiano saiu da pista e foi ultrapassado por Coulthard, que acabou vencendo a corrida.

Nas últimas voltas tivemos uma briga de cachorros grandes entre Montoya (2º), Raikkonen (3º) e Schumacher (4º). Nenhuma ultrapassagen saiu disso, mas foi legal ter briga nestas posições que costumavam estar definidas desde antes do início das corridas. Schumacher não ficava fora de um pódio desde 2001 (Monza, Itália) e a Ferrari desde 1999. Outra coisa legal foi a pontuação ter sido estendida até o 8º colocado. Agora dificilmente teremos um piloto que não fará um ponto ao longo de toda temporada.

Esta Fórmula 1 quase nova promete.